Requerimento pede informações sobre Centro de Hemodiálise do Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba

Documento será encaminhado ao Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, ao Condemat e Departamento Regional de Saúde I

Publicado em: 11 de outubro de 2017

Na sessão desta terça-feira (10 de outubro), o Legislativo itaquaquecetubense deliberou um requerimento solicitando informações sobre o Centro de Hemodiálise do Hospital Santa Marcelina, localizado em Itaquaquecetuba. O documento de autoria da vereadora Adriana Aparecida Felix (PSDB), a Adriana do Hospital, questiona informações referentes aos equipamentos e serviços prestados no Hospital Geral do município, como a quantidade de máquinas em funcionamento na unidade e em toda a região do Alto Tietê.

 

O documento será encaminhado ao Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, ao Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e Departamento Regional de Saúde I.

 

A parlamentar requer informações sobre quantos pacientes do município estão utilizando os serviços de Hemodiálise no Hospital Santa Marcelina.

 

Outra questão levantada está voltada a possibilidade de transferência dos pacientes que estão sendo atendidos atualmente de São Paulo, São Caetano do Sul, Penha, nos serviços do Hospital Geral de Itaquaquecetuba, uma vez que este foi um dos compromissos do Governador Geraldo Alckmin onde os pacientes retornariam a sua região.

 

A vereadora também quer saber qual o setor responsável e como se dá o protocolo de transferência dos pacientes de um serviço para outro.

 

“Além dessas questões apresentadas também questionei se existe previsão para abertura do terceiro turno de hemodiálise na unidade, bem como se há previsão para abertura de novas unidades (clínicas) para atender a demanda da Região do Alto Tietê. São questionamentos importantes e que envolvem uma área tão básica e precisa que é a saúde. Sabemos que a hemodiálise é um tratamento para pacientes extremamente sensíveis. Fica muito difícil se eles não tiverem esse equipamento aqui, pois será necessário viajar, às vezes, de maneira para ter acesso aos serviço”, detalhou.

 

Ordem do Dia

 

Além do requerimento que pede informações sobre o centro de hemodiálise, outros dois foram inclusos na ordem do dia. Um deles, assinado por todos os vereadores com Votos de Louvor à Nossa Senhora da Conceição Aparecida, pelo aniversário de 300 anos, e que seja encaminhada cópia da propositura, como sinal de respeito, a Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida, bem como ao Bispo Diocesano de Mogi das Cruzes, Dom Pedro Luiz Stringhini e ao Pároco Luiz Renato de Paula, da igreja Matriz Nossa Senhora D’Ajuda, localizada no centro de Itaquaquecetuba.

 

Outro requerimento deliberado e subscrito por todos os vereadores que também será encaminhado ao Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, ao Condemat e Departamento Regional de Saúde I, cobra informações referentes aos equipamentos e campanhas sobre Câncer de Mama, uma vez que o equipamento instalado no Hospital Geral de Itaquaquecetuba encontra-se quebrado há mais de quatro meses.

 

Segunda votação

 

Conduzida pelo presidente Roberto Carlos do Nascimento Tito (PSDB), o Carlinhos da Minercal, a sessão ordinária contou com a aprovação de dois itens em segunda votação, ambos de autoria do vereador Edson Rodrigues (PODE), o Edson da Paiol. Um dispõe sobre os serviços de higienização e outros serviços que impliquem a guarda de animais de estimação, já o outro altera a Lei Municipal nº 3.433, de 16 de agosto de 2017 e trata das penalidades sobre o abandono de animais.

 

Visita ilustre

O Legislativo contou com a visita do conselheiro, corregedor e decano, Eurípedes Sales, (aposentado no serviço público) do Tribunal de Contas do município de São Paulo, Dr. Eurípedes Sales, que em breve, será condecorado com o Título de Cidadão itaquaquecetubense.

 

 

Gisele Santos

Diretora Geral

Câmara Municipal de Itaquaquecetuba


Publicado por: Gisele Santos

Cadastre-se e receba notícias em seu email