Vereadores recebem comissão de estudantes e ouvem reivindicações

Comissão de estudantes que foi em busca de esclarecimentos quanto à votação das contas referentes de 2013 do Executivo, da denúncia que pede a cassação do prefeito e vice-prefeito locais

Publicado em: 03 de agosto de 2017

 

Comissão de estudantes que foi em busca de esclarecimentos quanto à votação das contas referentes de 2013 do Executivo, da denúncia que pede a cassação do prefeito e vice-prefeito locais

 

Nesta quinta-feira (03 de agosto), vereadores receberam na Câmara de Itaquaquecetuba uma comissão de estudantes que foi em busca de esclarecimentos quanto à votação das contas referentes de 2013 do Executivo, da denúncia que pede a cassação do prefeito e vice-prefeito locais, bem como de pedidos para otimizar o acesso à informação em assuntos pertinentes e de competência da Casa de Leis.

 

Na pauta da reunião, os estudantes solicitaram a divulgação da pauta da ordem do dia no site oficial do Legislativo itaquaquecetubense. O presidente da edilidade Roberto Carlos do Nascimento Tito (PSDB), o Carlinhos da Minercal, por sua vez, informou ao grupo que os itens para a votação estarão disponíveis antecipadamente.

 

Sobre as contas, o chefe do Parlamento disse que está em análise nas comissões permanentes do legislativo, já a denúncia que pede a Cassação do chefe do Executivo deve ser lida na próxima sessão, respeitando os trâmites legislativos.

 

Os estudantes também questionaram a maneira que o regimento interno está composta no site da Casa de Leis. O chefe do Legislativo destacou que o regimento interno está em fase de revisão para que uma nova edição seja lançada. No entanto, ressaltou que apesar de estar disposto no site, as pessoas podem consultar as emendas que foram integradas ao documento também no portal.

 

As transmissões ao vivo das sessões foi outro item levantado pelos alunos das escolas Cícero Antônio de Sá Ramalho e Edina Álvares Barbosa. Neste caso, o presidente colocou-se à disposição para verificar a possibilidade legal.

 

A alteração do horário das sessões foi solicitada pela comissão composta por seis alunos, um advogado e uma professora. Porém, o presidente da Câmara, salientou que por questões financeiras e de pessoal, as sessões não podem ser realizadas além do horário comercial, uma vez que pode gerar custos aos cofres públicos e, inclusive, de pagamento de horas extras, sendo essa uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE).

 

Os alunos reivindicam, ainda, uma audiência pública para tratar sobre a implantação do passe livre para estudantes no município. Para est

 

Participaram da reunião também os vereadores Aparecida Barbosa da Silva Neves (PTB), a Cida da Fisioterapia, Maria Aparecida Monteiro Rodrigues da Fonseca (PR), a Cidinha Assistente Social, Rolgaciano Fernandes de Almeida (PODE), Armando Tavares dos Santos Neto (PR), Valdir Ferreira da Silva (PSD), vereador Elio de Araújo (PT do B), o Elinho, Roberto Letrista de Oliveira (PSDB).

 

Gisele Santos

Assessoria de Imprensa

Câmara de Itaquaquecetuba

 


Publicado por: Gisele Santos

Cadastre-se e receba notícias em seu email