Palestra do Gerente do DAEE Engenheiro Silvio Luiz Giudice sobre os temas “Barragem da Penha e as Obras de desassoreamento da calha do Rio Tietê no município de Itaquaquecetuba”

Publicado em: 17 de março de 2017

O Gerente de Engenharia da Diretoria de Gestão e Obras do DAEE - Departamento de Água e Energia Elétrica, Senhor Silvio Luiz Giudice e Equipe Técnica ministraram palestra para esclarecimento dos Vereadores e população, sobre os temas “Barragem da Penha e as Obras de desassoreamento da calha do Rio Tietê no município de Itaquaquecetuba”. Em atendimento de solicitação protocolado junto ao  superintendente do DAEE Senhor Ricardo Borsoni, pela Comissão formada dos Vereadores Carlinhos da Minercal, Adriana do Hospital, Armando Neto, Cesinha da Associação, Cidinha Assistente Social e Cida da Fisioterapia para dar uma resposta à população e como amenizar os problemas recorrentes de enchentes nos bairros de Itaquaquecetuba, Vila Japão, Maria Augusta, Vila Bartira, Vila Esperança, Vila Sônia e Fiorelo.
A palestra contou com a presença dos Vereadores Celso Reis, Élinho, Vandão Estouro, Dr. Edson, Rolgaciano, David Neto e Xandão, o Ex Vereador e Líder Comunitário Joaquim Henrique Nogueira o Joaquim Mineiro. Estiveram presentes representando o Executivo os Secretários Municipais Eduardo Akira Kitakawa de Obras e Serviços Urbanos, Genival Soares de Lima, Adjunto de Assuntos Institucionais, Roberto Kimura de Planejamento e Habitação, Luiz Claudio Rodrigues de Transporte, João Carlos de Moraes de Governo, Alexandre Siqueira de Segurança e o Coordenador da Defesa Civil Kleber da Silva. O Engenheiro da MRS José Evandro Almeida, O Engenheiro civil Willian Merlin Jacob e a Engenheira Ambiental Sabrina de Jesus da DP Barros Pavimentação e Construção Ltda., responsáveis técnicos pela execução dos trabalhos de desassoreamento. Do Vereador da Cidade de Suzano Marcos Antônio Santos o Vereador Maizena.
Na sua explanação o Engenheiro Silvio apresentou o plano que compõe o estudo para a elaboração do projeto de desassoreamento da calha do Rio Tiete, metodologia a ser aplicada, como se dará o bota-espera que é o local preparado para receber os sedimentos até a destinação final dos resíduos retirado ao longo do Rio, encaminhando por via terrestre para aterro apropriado e devidamente licenciado pela Cetesb para receber os sedimentos contaminados. Apresentou ainda o resumo do investimento total da obra, prazo para execução dos serviços e volume estimado de retirada de sedimento no desassoreamento.
Sobre a Barragem da Penha apresentou dados e a informação do porque o fechamento das comportas não influencia as enchentes que ocorrem ao longo do rio nos bairros de Itaquaquecetetuba.



Publicado por: Nilza Sivera

Cadastre-se e receba notícias em seu email